2 de junho de 2016

sobre «Que Importa a Fúria do Mar», de Ana Margarida de Carvalho (post 500...)

Romance de estreia, não parecendo tal, tal é o domínio da técnica romanesca demonstrado. Piscadelas de olho ao leitor, mais ou menos dissimuladas, um encorpado volume de referências literárias. personagens que ficam na memória -- que mais se pode pedir a um romance? Sem espanto, a atribuição do Grande Prémio de Romance e Novela da APE/2014.

(nota de leitura da minha página do Goodreads)

Sem comentários:

Publicar um comentário